quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Nossa Casa da Poesia: Entrevista com a Poeta LEEK STEFFENS


21/10/2009
MEUS  AMIGOS LEITORES, APRECIADORES DA MINHA POESIA, VISITANTES DA MINHA PAG.PARTILHO COM VCS O PRAZER DESTE POST.
TIVE O PARAZER DE SER A CONVIDADA NA SEMANA DO POETA, PARA A  ENTREVISTA NO SITE: A CASA DA POESIA.
DEIXO UM POUCO DE MIM,AGRADEÇO O CARINHO E A COMPREENSÃO DE TODOS, DEIXEM SEUS COMENTARIOS...
"POETAS SÃO COMO PLANTINHAS, SE REGADAS DEVIDAMENTE, FLORESCEM A CADA TEMPORADA"  LEEK STEFFENS





Entrevista com a Poeta LEEK STEFFENS
Nesta semana entrevistamos a Poeta Leek Steffens, recém chegada a este meio virtual literário.
Vamos às respostas da nossa amiga da Casa da Poesia. Se você quiser ler suas obras, visite seu Blog na Casa da Poesia ou o seu Blog pessoal.

01 – Como surgiu seu pseudônimo?


Leek: Rsrrsrs.... Acho que foi a maneira carinhosa que meu esposo encontrou, para me chamar depois de acabar um namoro com uma ex, Eliane, e conhecer justamente a “Liane”, eu (aliás eu ñ gostava nenhum um pouco de ouvir a pronúncia do nome Eliane).


Adorei o som da pronúncia “Li”, não gostava do modo simples de escrever, como tenho costume de enfeitar e colorir tudo, meu apelido foi uma das minhas primeiras artes, um dia fui criar um email para mim, e aquela mensagem “Lee....já existe, use outro....”me perseguia, resolvi por meu apelido e um k de (kunz, e Steffens sobrenome materno).Gostei tanto do som e da maneira de escrever que aderi a ele, hoje ele é umas das minhas características marcantes no meu poetar ficou Leek steffens , LEEK = alho porró, aroma e sabor indescritível na culinária.


Assim como eu...


02 – Em percentual, quanto você atribui a Leek poeta, mãe, empresária, amiga e esposa ?


Leek: Em meu poetar precoce, tem muito do meu “eu”, não atribuo porcentagens,mas sim, uma mistura da leek poeta sonhadora, a menina sonhadora criada em fazenda, livre como um passarinho, com a mãe apaixonada, porém exigente a amiga para todas as horas , a esposa fantasiosa e solitária....quem nem sempre fala e descreve desejos e sonhos pessoais, em minha obra sou inteira, porém dividida.
A empresária... Essa ainda modifica a ordem da pergunta! A mãe, a empresária, esposa, amiga e a poeta.( a poeta,essas fica com a as sobras do tempo! Transforma-os em versos e lança ao vento).


03 – No seu blog, as ilustrações dos poemas são sempre muito coloridas e enfeitadas. De que forma as cores e enfeites influenciam na vida do ser humano no dia-a-dia?


Leek: kkkkkk, só me falta um fusca (volkswagem) verde limão e uma jaqueta laranja fosforescente.....para armar a lona do meu circo.(risos). Realmente, a cores, os coloridos enfeitam meu viver, sou uma fotógrafa por paixão... O auto visual agrada, a 1º impressão me atraí, talvez já tenha virado vício... (mas apenas me faz bem). Adoro fotografar a natureza, as flores, a vida ao ar livre, o sol... Meus filhos....Eu...E carrego tudo para meus programas de montagens e invento, minha arte está em todos os meus escritos.
04- Como a poesia surgiu em sua vida?


Leek: Ela não surgiu, ela arrebatou-me como um vulcão em erupção. Sempre fui uma ótima leitora...Viajo pela net, blogs e sites de poesia a anos, Talvez seja uma maneira educada minha, sempre valorizo o trabalho alheio, procuro deixar um comentário, em tom de poesia ou rimar naquilo que me chama atenção, ou, porque marcou, ou porque gostei do que li, (principalmente em versos e poesias curtas) e com eles, enfeito minha arte . Acho que foi numa dessas viagens virtuais que conheci a poesia de Clau Assi, A maneira d’ela escrever me encantou... Poucas palavras, porém intensas, sublime interpretação do verbo versejar
E como uma fada ela retribui, convidando-me para participar da comunidade dela no Orkut (a poesia de Clau Assi), até aquele momento nunca havia publicado nenhum escrito pessoal da minha autoria, confesso que a idéia dela, de usar a imagem e unir a poesia foi o impulso que me fez prosseguir.
Também a amiga Sigrid Spolzino, Sempre me inspirou e incentivou.Hoje já posso dizer...O poeta fulano de tal... Elogiou minha poesia...




05 – Enquanto poeta você se auto-intitula “aprendiz de sonhador”. Como se faz esse aprendizado?


Leek: Sim... Sou Eterna aprendiz de sonhador... Sonhos em que sonho acordada, em versos transcrevo no virtual, não sou poetiza, apenas aprendiz. Pois sonhos dormindo não consigo dominar.
Procuro descrever sentimentos, meus e alheios, observações. O dia-dia.
Quando ando muito ocupada, não consigo me expressar, nos meus rabiscos e anotações da mesa do escritório, em cada cantinho tem uma frase, versinho, rima, assim vou juntando tudo e deixo para os finais de semana, prefiro escrever sempre ha noite,sozinha,direto Word.


06 – Existem diferenças entre a poesia virtual e a poesia impressa?


lEEK:Não sei exatamente a onde está a diferença. Quando leio um livro de um (a) poeta, toda vez que uma poesia me ‘toca’, ou consigo me imaginar nela, lá vou eu, na biografia do autor e procuro a imagem visual do mesmo, com isso transporto-me, sinto um prazer enorme naquilo que estou lendo, isso faz que com vários poetas estejam entre meus favoritos e trago eles comigo. Assim como tenho alguns poetas virtuais que idolatro.... Nem por isso foi preciso comprar a obra dos mesmos.


07- A sua empresa presta serviços na área de transportes aéreos. O que te inspira mais: o céu ou a terra?


Leek: A terra com certeza. Tenho meus pés no chão. O céu, mesmo voando nas alturas, não permite que eu atinja no seu íntimo, as aeronaves podem me elevar até nuvens, mas a emoção do pouso, tocar o solo ainda é a melhor inspiração. Claro que a sensação de dominar o medo. Voar eleva meu ego, sinto-me livre, Leve e solta.


08- Que pergunta acrescentaria a essa entrevista? Como a responderia.


Porque o Brasileiro não tem o hábito da leitura?


Leek:Por ñ ter o incentivo a leitura, talvez na infância, nos primeiros anos escolares. Ou talvez, falta de incentivo a leitura por parte dos pais (família). A facilidade virtual e digital, filmes vem dublados, noticias em vídeos...
Hoje em dia tiramos tudo pronto da internet (estudantes fazem trabalhos escolares espetaculares, porém não sabem, nem lembra o assunto abortado dois dias depois da entrega dos mesmos).
Talvez os custos elevados, nem todos podem comprar,


09 – Descreva-se numa frase.


Leek: Agora vagueio, sou fumaça no espaço, meu destino me guia a sorte.


JOGO RÁPIDO:
Filhos – Meus alicerces...
Amor- Sentimento maior
Poesia- A alma expressando desejos
Alturas- Emoção
Sonho - Esperança
Filme- Forrest gump
Música – Qualidade (romântica sempre)
Futuro- realização plena
Sexo – (fantasias, prazer e desejos a dois, não têm pudor, olhos e ouvidos entre quatro paredes
Religião – DEUS. - Eduque seus filhos para a vida!


Administração da Casa da Poesia

9 comentários:

  1. Leek,

    Concordo com a querida Sigrid (heyy, Sigrid, saudade mulher!) é fundamental tê-la por perto pra uma boa dose de coisa boa em nossa vida.
    Você diz que eu (quer dizer o exercício poético da nossa comunidade) impulsinou-te a poetar. Mas nunca vou esquecer daquela mulher que timidamente era sempre a primeira do dia a procurar pelas imagens. Lembra-se que um dia coloquei a imagem no finzinho do dia e você tinha deixado a seguinte mensagem no tópico “Já senti falta da imagem”? Pois é. Saiba que sempre que estou desanimada, achando que estou aquém da coordenação da comunidade é daquela frase que me lembro. Você não sabe a força que ela me garante.
    EPA!
    Estou aqui pra falar da tua entrevista, né? Da comunidade falamos lá (risos)
    Vamos a ela:
    Sabe, poeta, muito do que você colocou em palavras eu já intuía. Você é desses espelhos limpinhos e muito reflexivos. Meia hora de conversa com você e já sabemos se vamos gostar ou não. E isso é bom pra gente, viu? Porque é tão ruim ficar tentando desvendar os mistérios humanos, ficar tentando desvendando A ou B nas conversas, ficar tentando entender as entrelinhas e depois perceber que não entendemos nada, pior ainda, descobrir que isso foi mesmo de propósito, pra nos confundir. Contigo não tem nada disso. Você é um ser humano sem mistérios (uns ou outros vai... risos... que todos temos os nossos). Enfim, o que estou tentando dizer é que ao estar contigo podemos ser nós mesmos. Você por ser espelho, reflete um pouco de nós. E é muito bom a gente saber que não é único que tem nossos medos, nossas alegrias, triunfos, derrotas. Todas as coisas que naturalmente fazem parte da vida humana.
    A tua poesia é teu reflexo. E ela, acredite, vem crescendo. Admiro muito, muito, muito a tua humildade. A tua vontade de aprender. A gana com que agarra cada conselho que te dão. E isso te torna poeta de ação. O que torna teu verso ainda mais genuíno. Por te conhecer um bocadinho gosto de ler teus versos e brincar de intuir até onde vai a Leek e onde começa um eu - lírico ficcional.
    Parabéns, poeta, sim poeta, aceite já esse título, porque você está no caminho mais que certo. Em palavras, ação e alma.
    Beijos mega, hiper, super, ultra, extra ternurento.

    Mas, olha só, pelo que você me falou outro dia, eu não vou voar contigo não... se seus filhos falaram aquilo....(gargalhando aqui dessa brincadeira...)

    Beijos, outros

    Da fã

    Clau Assi

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, amiga seu trabalho está sensacional,você merece cada reconhecimento conquistado, sei que este é só o seu começo, mas tenho certeza de que consquistarás assim o céu, mesmo gostando mais do chão, lá é o seu lugar... beijos e continue colocando sua alma na poesia, afinal para nos é só deleite.

    ResponderExcluir
  3. OBRIGADA AMIGAS....
    VCS MORAM NO MEU CORAÇÃO.

    BJS

    ResponderExcluir
  4. 8 comentários:
    Deusa Odoyá disse...
    Estão de parabéns.
    Adorei a reportagem que fizeram com a poetiza, e sua casa da poesia é um trabalho excelente.
    Sou poetiza também e gostaria de ver meus trabalhos publicados por vcs.
    Uma semana de muitas realizações e paz.
    Beijinhos doces aos administradores dessa belíssima casa.
    Regina coeli.

    ResponderExcluir
  5. 21 de Outubro de 2009 23:29

    Veronica de Nazareth-Noic@ disse...
    Leek Querida...
    vim correndo entrar ainda mais na tua alma, que eujá sabia bela, mas confirma-se, em maiores proporções.Sempre te senti como jeito e alma de menina. E assim és, o que tem um grande valor, por manter a curiosidade nos olhos, para os sentires do mundo.Ao mesmo tempo, mulher consciente, pés no chão, e que não perde os mais belos flashes da vida. Amei a entrevista,querida.Assim como amo nosso convívio poético e a amizade que iniciamos. Beijo de Luz.
    *********

    21 de Outubro de 2009 23:58
    SIGRID SPOLZINO disse...
    Só falta conhecê-la pessoalmente, pois trocar idéias, poesias, risadas, momentos e outras coisitas...já fizemos...rsrs! Ela, é alguem que precisamos ter por perto pois emana uma grande energia por onde quer que passe...De coração pra coração amei conhecê-la aqui no virtual! Baci in cuore

    ResponderExcluir
  6. 22 de Outubro de 2009 03:36
    Clau Assi disse...
    Leek,

    Concordo com a querida Sigrid (heyy, Sigrid, saudade mulher!) é fundamental tê-la por perto pra uma boa dose de coisa boa em nossa vida.
    Você diz que eu (quer dizer o exercício poético da nossa comunidade) impulsinou-te a poetar. Mas nunca vou esquecer daquela mulher que timidamente era sempre a primeira do dia a procurar pelas imagens. Lembra-se que um dia coloquei a imagem no finzinho do dia e você tinha deixado a seguinte mensagem no tópico “Já senti falta da imagem”? Pois é. Saiba que sempre que estou desanimada, achando que estou aquém da coordenação da Comunidade é daquela frase que me lembro. Você não sabe a força que ela me garante.
    EPA!
    Estou aqui pra falar da tua entrevista e de você, né? Da comunidade falamos lá (risos)
    Vamos a ela:
    Sabe, poeta, muito do que você colocou em palavras eu já intuía. Você é desses espelhos limpinhos e muito reflexivos. Meia hora de conversa com você e já sabemos se vamos gostar ou não. E isso é bom pra gente, viu? Porque é tão ruim ficar tentando desvendar os mistérios humanos, buscar A ou B nas conversas,tentar entender as entrelinhas e depois perceber que não entendemos nada, pior ainda, descobrir que isso foi mesmo de propósito, pra nos confundir. Contigo não tem nada disso. Você é um ser humano sem mistérios (uns ou outros vai... risos... que todos temos os nossos). Enfim, o que estou tentando dizer é que ao estar contigo podemos ser nós mesmos. Você por ser espelho, reflete um pouco de nós. E é muito bom a gente saber que não é único que tem nossos medos, alegrias, triunfos, derrotas. Todas as coisas que naturalmente fazem parte da vida humana.
    A tua poesia é teu reflexo. E ela, acredite, vem crescendo. Admiro muito, muito, muito a tua humildade. A tua vontade de aprender. A gana com que agarra cada conselho que te dão. E isso te torna poeta de ação. O que torna teu verso ainda mais genuíno. Por te conhecer um bocadinho gosto de ler teus versos e brincar de intuir até onde vai a Leek e onde começa um eu - lírico ficcional.
    Parabéns, poeta, sim poeta, aceite já esse título, porque você está no caminho mais que certo. Em palavras, ação e alma.
    Beijos mega, hiper, super, ultra, extra ternurento.

    Mas, olha só, pelo que você me falou outro dia, eu não vou voar contigo não... se seus filhos falaram aquilo....(gargalhando aqui dessa brincadeira...)

    Beijos, outros

    Da fã

    Clau Assi

    ResponderExcluir
  7. 22 de Outubro de 2009 10:00

    PAULO FRIAS disse...
    Esta postagem foi removida pelo autor.
    22 de Outubro de 2009 11:37
    PAULO FRIAS disse...
    egal conhecê-la mais um pouco. A internet une pessoas. Conhecer pessoalmente, olhar nos olhos, pra mim, ainda é importante, mas devido às distâncias nem sempre isto é possível. Ainda bem que existem caminhos que nos levam a saber de pessoas com as quais temos afinidades.
    Gosto de sua poesia e da sua vontade de viver plenamente, aproveitando cada segundo e os transformando em felicidade.
    Um beijo pra ti, do amigo Paulo Frias.

    ResponderExcluir
  8. TÂNIA SUZART ARTS disse...

    Leek, Li sua entrevista e me vi em suas palavras.Amo a natureza e toda espécie de arte.Fiz minha inscrição no site "Nossa Casa da Poesia", tomara que me aceitem.
    Sou artista plástica e tenho um blog onde exponho meus trabalhos e poemas de amigos,anônimos e poetas consagrados.
    Até já arrisquei poetar um pouco.
    Um final de semana de luz e paz.

    ResponderExcluir
  9. Aprendiz de sonhador...e mestre em poesia...e te sigo...Beijos no coração.Sady Mac

    ResponderExcluir

Minha vida comparo a um livro.
Livros bons e livros ruins.... ,
No meu livro reservo paginas em branco,
Para termos sempre algo ha acrescentar,
Deixo minhas paginas abertas aos amigos, leitores, até aos curiosos e críticos também,
Acho que todos nos estimulam para sempre continuar e melhorar,
Quem sabe!
você não tem algo a acrescentar?
faça parte desta história.
abaços;
leek.