domingo, 26 de dezembro de 2010

ferias

O jeito é brincar com a criançada, pegar a cor do verão, nem que a noite durma de barriga pra baixo.
Beber  uma cerveja gelada, curtir agua e sombra fresca.
Boas ferias, boas comemorações com muita moderação.Feliz e próspero ano novo.
Se  beber ñ dirija, nem me chame, pois  posso estar enxaguada tambem. melhor chamar um  taxista....

Abraços 

leek

boas ferias a todos,  

sábado, 11 de dezembro de 2010

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Mais um pouco do Muito de "OSHO".

Que relações

Pode você concluir

Com alguém que não conheça

Os sentimentos que envolvem o amor?

A coruja olha fixamente o céu,

intocada, cega

Para os raios do sol.
 
PALAVRAS DE OSHO. ( uma canção do bauls)
imagem google.
add leek steffens

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Uma linda e grande familia.

"Lembrança das bodas de ouro dos nossos pais".
Amo minha família, cada um de vocês e

Mesmo distantes, conseguimos manter a chama desse amor
O amor que nos une a cada dia, nos dando força para…
Viver, nos dando força a cada caminhada, pois…
Onde quer que vamos, sabemos que jamais estamos sozinhos. Os
Caminhos são diferentes, mas quando precisamos ali estamos nós
Em qualquer situação, acolhendo uns aos outros
Semeando o amor de Deus, e o amor de nossos pais.

Soneto de minha família

Doce lar que transborda de alegria...
Aconchega-me e traz felicidade;
Meu coração pulsa pela minha família,

Que irradia amor, paz, lealdade...
Nem ao menos há palavras suficientes
A fim de expressar como me sinto...

Até é pouco dizer que sou contente,
Se veemente pulos “dá” meu espírito!
Agradeço o bom Deus por essa dádiva:
Conviver com pessoas maravilhosas...

Com elas não estar, faz-me ficar ávida
Como são queridas, bondosas, carinhosas
As pessoas que Deus colocou na minha vida
Não me imagino sem minha amada família!

(retirado da internet, postado por bruna flores.)





LACRADO MONSTRO

Das sobras expandir,
em alto relevo defenir.
Está na hora?
Consigo prosseguir?
Angústia domina, faz  frágil,
O lacrado e contido mostro.
leek steffens
06/12/2010

domingo, 21 de novembro de 2010

Momentos certos- mais um pouco do muito. de osho.

Quando as pessoas estão infelizes, ansiosas, tensas e nervosas, com muita frequência elas tentam a meditação — mas assim é difícil entrar. Quando você estiver se sentindo ferido, raivoso ou triste, lembrará da meditação, mas isso é praticamente ir contra a corrente, e será difícil.


Quando você estiver se sentindo feliz, amoroso, desprendido — esses são os momentos certos, quando a porta está muito próxima. Apenas uma batida será suficiente.

Repentinamente em uma manhã você estará se sentindo bem, e por nenhuma razão visível. Algo deve ter acontecido fundo no inconsciente; algo deve ter acontecido entre você e o cosmo, alguma harmonia; talvez tenha acontecido à noite, no sono profundo.

Pela manhã você está se sentindo bem; não desperdice esse momento. Alguns minutos de meditação valerão mais que dias de meditação quando você está infeliz. Ou, de repente, à noite; deitado na cama, você se sente à vontade... ambiente aconchegante, o calor da cama... Sente-se por cinco minutos, não desperdice esse momento.
Uma certa harmonia está presente — use-a, embale-se nela, e essa onda o levará para longe, mais longe do que você poderia ir por conta própria. Aprenda a usar esses abençoados momentos.

Osho,

ADD POR LEEK

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

terça-feira, 26 de outubro de 2010

....

S A U D A D E. É o amor que fica..( imagem retirada do google imagens)anônima.

domingo, 10 de outubro de 2010

Gaveta de emoções.

O poeta celibatário, esse triste animal solitário

É de todos o que melhor entende a questão,

Sabendo que seu simbolismo é imaginário

Inventa tudo o que não pode tocar com as mãos,
 
assim, acomoda tudo no coração, tranborda  ama em ilusão.
 
 BY- leek steffens

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Ame a vida...



Ame a vida, pois nascemos para amar... E se alguém lhe perguntar o que fizestes da vida diga apenas.....AMEI!!!!!
leek

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Coração de giz


De conta em conta,
amores somei,
traçando o  destino.
Aqui cheguei,
embarralhado coração de giz,
agora apaixonei..


leek steffens





terça-feira, 24 de agosto de 2010

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Janelas se abrem.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

DE Medalhas, A VIDA ME PRESENTEIA.SÁBIAS PALAVRAS.

                                           "hoje eu vivo de reflexão
  em razão da minha
proximidade com a realidade.
"Homenagem a minha medalhinha mirim.
Jhenifer, atletismo,volei.jogos JERGRS. 
Medalhas de ouro,são pouco,para meus pais,
50 anos de união.Plenos em harmonia.                A FACE DA MEDALHA

Aproveitando a oportunidade que a mim foi dada,
Aqui estou mais uma vez a falar-te,
De coisas do presente e também de coisas passadas,
Por tanto agradecerei, se a me ouvir dignar-te.

Lembranças de teus ancestrais nem sempre boas
Mas que lembradas hoje são de grande valia,
Pelos ensinamentos tirados do sofrimento e mágoas,
De traição, de cobiça e atos de extrema vilania!

Um tempo em que conceitos de resguardar a honra,
Eram motivos de lutas para justificar a cobiça
Que terminava em morte ou então à masmorra.
Assim era a Justiça feita no campo da liça!

Quantos traíram, quantos mataram,
E outros tantos que fizeram da cobiça sua fé?
Quantos sofreram e quantos choraram
Sob a Bandeira e julgamento da Santa Sé?

Mudaram-se roupagens e costumes,
Novos códigos, dogmas e formas de governo.
A vida hoje é feita e vivida sob novos ditames,
Só não mudaram os vândalos, pústulas e estafermos.

Lições que podem ser extraídas
Do legado de sangue, sofrimento e dor,
Servirão para estancar o sangue e curar ferida
O remédio para tudo será o amor!

O amor que irá curar a ambição,
Servirá também para sarar a cobiça.
Onde há amor não predomina a traição
E àquele que ama não comete injustiça.

O amor é Divino é universal!
É o alimento do corpo e da alma,
É o tempero da vida é o sal,
Porque só é feliz àquele que ama.

Portanto pregue o amor e ame também.
Cante o amor em prosa e verso
Faça apologia, diga a todos que amem,
E que Deus é a face da medalha e o amor o reverso.

Revendo o passado
Buscar no passado ensinamentos e inspiração é uma oportunidade de grande valía,pois, nele tem um grande cabedal de ensinamentos acumulado de exemplos e experiencias. No baú de passado estão erros e acertos que no presente, principalmente nos erros, podem diminuir em muito lágrimas e dor se dele tirarmos lições. Das coisa boas, não nos custa repeti-las já que nos trará felicidade.

VERSOS DO POETA :
ubirajara

19/05/2010

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

GRANDES VERSOS. SAUDADE IMENSA.

Também temos saudade do que não existiu, e dói bastante.
Carlos Drummond de Andrade.

Guarda estes versos que escrevi chorando como um alívio a minha saudade, como um dever do meu amor; e quando houver em ti um eco de saudade, beija estes versos que escrevi chorando.

Machado de Assis

LEEK

Machado de Assis

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Flores para colher. SÃO 50 ANOS.VAMOS COMEMORAR.


"Alguma vezes os ví zangados um com o outro
Isso me faz testemunha deste  amor".
  Duas Vidas, com grande satisfação.
Foram por Deus abençoados
assim vivem, em  perfeita comunhão...
  Que o meu viver seja pleno,
espelhado em vossas ações.
  Parabens aos meus pais.
leek
 

quarta-feira, 28 de julho de 2010

VIDA DOCE

Vida Doce

Toda beira é final de dois
eu deixo tudo sempre pra fazer mais tarde
e assim eu caminho no tempo que bem entender
afinal faz parte de mim ser assim.

Mais um pouco e vai dar sinal
brinco de esconder
caminho de fé
não dou mais só no que a vida me traz.
Vida que é doce levar o caminho é de fé
diga que eu não vou
onde você for vida me levar
e todo sentimento me carrega
Quem no balanço do mar caminha num baque só
quem no balanço do mar caminha num baque só
vida que é doce levar avisa de lá que eu já sei
todo balanço que dá neste navegar naveguei.

Composição: Marcelo Camelo.

Que a vida seja doce para VCS.
LEEK


sábado, 17 de julho de 2010

E o frio me faz fechar em concha..

FOTOS DE SÃO BORJA- INVERNO RIGOROSO... 15 DE JULHO DE 2010.

Cismas de Velho

Quando a garoa do inverno

me atropela pro galpão,

chego a chaleira ao tição,

corto um crioulo a preceito,

e abrindo as varas do peito

me ponho, triste, a cismar.


E logo vejo apontar

- furando a garoa mansa -

a tropilha da lembrança

que eu nunca pude amansar.

É balda de quem é velho

viver jungido ao passado:

- como um boi magro e cansado

sofrendo ao peso da canga,

mas que paciente e sem zanga

vai mascando a malagueta

que é o carreteiro sotreta

que não lhe afrouxa o serviço.

E o boi velho, nem por isso

deixa de amar a carreta.



Por mais que tenha sofrido

sempre um velho ama o passado.

Como um matungo estropiado

que já não dá mais rodeio,

que gastou no aço do freio

seu derradeiro colmilho;

que nunca conheceu milho,

nunca passou do capim.

E o matungo, mesmo assim,

tem saudade do lombilho.



Mesmo com marcas no couro

de algum puaço mais forte,

mesmo sabendo que a sorte

lhe foi ventena e mesquinha,

um velho quando se aninha

no achego dos pensamentos,

disfarça esses maus momentos

nalguma fresta do peito,

como um remendo bem feito

que se tapeia nos tentos.



Esta verdade é sabida

dos chirus mais veteranos:

- que no rebolo dos anos

mesmo as horas mais funestas

vão embotando as arestas,

tomando um novo feitio.

E acaba sempre sem fio

o punhal dos desenganos

porque o rebolo dos anos

gira sempre de arrepio...

APARÍCIO SILVA RILLO. ESCRITOR NATURAL DE SÃO BORJA- RS

quarta-feira, 14 de julho de 2010

então.

Então eu me isolo.

Não por achar que vai fazer alguma diferença, ou que vou "melhorar".
E sim porque é a única coisa que eu consigo fazer agora...
Leek Steffens

terça-feira, 6 de julho de 2010

escurinho

Escurinho

Só eu, na solidão,

burburinhos suaves,

saudades ....

Como casulo,

rompendo, aos poucos,

suspiro! Lágrimas...

recuo,

Não é hora de clarear,

escurinho... Meu lugar

Leek steffens

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Intervalo...Por agora, acho que ñ vale a pena.


VOLTO QUANDO VALER A PENA.
Vou dar um tempinho...
Preciso organizar meu closed....  kkkk
Perdi na bagunça meu coração, minha auto estima, e confiança, meu respeito próprio, extraviei a educação e o bom senso. No lugar dos cabides está pendurando a decepção, nas gavetas a desilução, as portas ja não fecham,porque os sonhos desfeitos não deixam. Chegou a hora da tal faxina, aquela que adio a muito tempo, Talvez leve tempo, talvez acabe logo, não sei.
Sou assim, inteira pela metade, metade inteira.
Porque nunca mais é um tempo finito...
Não digo jamais.
leek steffens

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Rasuras -- No momento sou apenas rasura, com o tempo passo a limpo.

Rasura
Me desculpe o mesmo gesto


Meu constante gesto insano

Que por mais que a mente negue

Teu coração ele marcou

Como a lógica dos fatos

Que eu traí a todo instante

Rasurando nosso branco

Com a mistura que eu sou

Me desculpe o gesto louco

A aspereza da loucura

'Inda queima no meu calmo

Doido e calmo coração

Mas por que, se a gente é tanto

Nosso amor sofreu rasura?

Nosso inconfundível gesto

eu desfiz na minha mão

Me desculpe, ou melhor, não

Me abrace e comemore

Que a rasura que foi feita

Foi perfeita na sua hora

E mais que o mais perfeito

Rasurar valeu a pena

Como esteve rasurado

O primeiro original

Do mais lindo poema


Oswaldo Montenegro

terça-feira, 25 de maio de 2010

Ula ula...Tanto pano para que?


De pernas pro ar,
Todas querer enfeitar,
Um arco íris,
Na fantasia pintar.

Não importa a cor
Todos querem amor,
No rebolado ensaiado,
Sensualidade compor...

Meia de seda,
Sedução e brilho,
Perna delgada,
Sapato salto fino.

Na saia rodada,
Camuflada nudez
Misturas de seda
Para o ar timidez.

Leek steffens

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Chove lá fora


Chove lá fora
Sentimento embaçado,
No horizonte
Esperança chora.

Chove lá fora
Amor flagelado,
Resiste a duras horas
Tormento que aflora.

Chove lá fora
No frio intenso de maio,
Busca aconchego agora,
Suave flor no amparo do seu aio.

Chove lá fora,
A solidão perturba,
Lagrimas na vidraça,
Escorrem na Penumbra.

Leek steffens

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Se puder, resista!

Calcinhas de cetin.....hummmmmm
Apressado!
Tire a mão boba daí.
E não dispa-me com os olhos assim!
Com pressa não vais a lugar algum.
Se bem sabes!
Não me entrego a uma ação,
Sou loba noturna...
Adoro uma aventura.
Meu corpo é armadura,
Dispo-o conforme a bravura,
Sou felina, sou feiticeira!
Desvenda-me!
Terás meu uivo e meu cio.

Leek Steffens
05/07/09

terça-feira, 18 de maio de 2010

Cale-se! Não machuque este coração.

Negra calmaria

Negra calmaria

Não sou uma mulher, mas um rio.
Posso ser tanto clara e calma como negra e obtusa.
Minhas águas correm entre bifurcações
que podem levar-me à fonte da vida ou a lugar nenhum.
Revoltas como a tempestade,
banham novas margens e moldam montanhas para desaguar dealturas exorbitantes e tornarem-se a calmaria que mata a
sede de outrem, menos a própria.







( DIREITOS RESERVADOS A.W.M)
excelente blog.
http://www.artedonadadizer.blogspot.com/
Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

BY..LEEK STEFFES



sábado, 15 de maio de 2010

ANJOS SENTINELA.


Somos nós cativos vigiados,
Desorientados,
Corações sem juízo,
Somos sonhos confusos,
Desejos secretos... Anseios.
Acalentados tesouros...
Somos apenas apelo.

Leek Steffens

quarta-feira, 12 de maio de 2010

A SAUDADE DE UM AMIGO

A ausência da presença, machuca e fere o coração.
Cicatrizes que se abrem facilmente,
mas que se fecham com a recordação.
Nunca esperamos um adeus,
e mesmo que venhamos a dizer ou ouvi-lo,
que não produza em nós, um sentimento de perda total,
falta de força ou coragem.
Pois esta é uma fraqueza humana ingrata, inata.
A verdadeira saudade é sentida por pessoas que se amam
e se prezam e que neste maravilhoso vinculo de união,
expressam constantemente sua presença.
Alegram-se com as suas realizações e sucessos.
Preocupam-se com suas derrotas e desilusões.
Mesmo que seja sentida dolorosamente,
esta perda de convívio é superada pela alegria das lembranças,
que estarão cada vez mais vivas em nossas mentes,
e marcadas com carinho em nossos corações.
Apesar da imensa solidão que sentimos no íntimo,
uniremos forças para estarmos sempre felizes, pois,
sem dúvidas, estaremos sendo lembrados pelas mesmas
pessoas em que estamos pensando neste exato momento,
Com as mesmas preocupações, alegrias e saudade…( E EU AINDA AGREDITO NISSO!!!)
UM TEXTO LINDO...LÍ NA NET,
ESCRITO POR:
Neviton M. Barbosa
 
By - leek steffens

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Um brinde! O frio chegou...

Como ja dizia Cecilia Meireles."Primavera
 "A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome,
nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la".

Mesmo assim brindamos o frio gostoso ( agora) aqui do sul,
pois daqui mais um mês, vai fazer frio de rachar... trincar...congelar...E a gringa aqui vai andar de buchechas vermelhas kkk,só mesmo com muito vinho para espantar a friagem e não deixar congelar o que trago dentro do meu coração.


CORAÇÃO VAGABUNDO.

 MEU CORAÇÃO NÃO SE CANSA
DE TER ESPERANÇA
DE UM DIA SER TUDO O QUE QUER.
MEU CORAÇÃO DE CRIANÇA
NÃO É SÓ A LEMBRANÇA
DE UM VULTO FELIZ DE UM ANJO
QUE PASSOU POR MEUS SONHOS
SEM DIZER ADEUS
E FEZ DOS OLHOS MEUS
UM CHORAR  SEM FIM.
MEU CORAÇÃO VAGABUNDO
GUARDA UM  O MUNDO
EM MIM
MEU CORAÇÃO VAGABUNDO
QUER SER  ALEGORIA,
QUANDO TU, AQUI FIXAR MORADIA.


BY LEEK STEFFENS.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

POR QUE A "SAUDADE"

Por que a  saudade?


Embora há quem afirme que “saudade”  é um sentimento que faz parte da natureza humana, que se manifesta em algum momento da vida e está relacionada a pessoas, fatos ou situações vivenciadas no passado. A saudade pode ter um significado positivo ou negativo. “Ela pode ser boa, quando nos lembramos de bons momentos que ficaram para trás, como o carinho que nos foi dado por uma determinada pessoa, o primeiro namorado, o banho de chuva na praia, os amigos, a casa em que moramos. Mas, para outras pessoas, esses mesmos acontecimentos podem ser negativos e até gerar sofrimento quando relembrados”. Há pessoas que sofrem com a saudade por se prender ao passado a ponto de paralisar suas vidas atuais. "Pessoas"  não aceitam a realidade, porque foram felizes no passado e não o conseguem ser agora ou porque não se sentem capazes de recuperar algo ou alguém perdido e que faz muita falta. O sofrimento aqui se deve ao fato de elas se culparem pela perda. “Para acabar com o sofrimento, o melhor a fazer é parar de se lamentar, procurar eximir-se da culpa e buscar maneiras de melhorar o seu presente para que o sofrimento atual, em breve, possa se tornar apenas uma vaga lembrança”.
Falar é bom, sentir a saudade e sentir que cada dia ela deixa uma marca há mais, ter a sensação que isso é bom, mesmo sendo dolorido! Eis a questão. sentir saudade até aonde é bom?
SINTO SAUDADE . Meu coração ñ é de latão,


LEEK STEFFENS

terça-feira, 27 de abril de 2010

Ainda que

Ainda que...

Não é tarde para notar
E sentir que existo.
Não é tarde para reparar
Que pelo teu amor resisto.
Resisto à dúvida, à incerteza...
Resisto à realidade que sonho
E penso ser possível.
Não é tarde para notar
Que por ti insisto.
Resisto à dor, à tristeza
A solidão em que existo.
Não é tarde para notar
A mudança que me impus fazer
Por mim, mas por ti também.
Não é tarde para notar
Através do meu olhar
O quanto insisto ficar
Contigo, em secreto lugar
Onde só... Possa te amar
Bem no fundo do meu coração.
Não é tarde para notar
Que da forma que te amo
Esperarei por ti... Pelo teu amor.
Pelo nosso amor.
Se algum dia vieres
Mesmo, que distante esteja
Não será tarde aceitar,
Pelo muito que me fazes amar.
Será apenas uma demora finita
Mas nunca é tarde para amar...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

É..... E agora

E agora.
"A Cidade esta deserta
Alguém Escreveu TEU nome em toda parte.
Nas pontes, nas ruas...
Em todo lado está essa palavra repetida.
Ao expoente da loucura,
ora amarga, ora doce,
para nós  lembrar que o Amor é uma Doença
quando nele julgamos ver nossa cura.
 बी ८_*   L.e.e.k Steffens

Sabe, Aquelas poesias Que vc lê Aqui e ali ...
Sem dono, Perdidas do Criador e Que VOCÊ encaixam em Perfeitamente.

domingo, 18 de abril de 2010

Ao som da sinfonia 'saudade'

Ao som da sinfonia “saudade”.

Agora a solitária senhora saudade,
Na memória guarda o fundo musical,
Do dedilhar suave, som ecoando,
Do amor de um homem e um piano.

A velha lareira apagou,
Seu fogo nunca mais crispou,
Vestígios das cinzas, os copos de vinho,
O vestido de seda pendurou.

Passeia agora na solidão, entre cômodos.
Na vigília noturna, rastos na poeira,
O entusiasmo das noites de festa,
Na lembrança dissipando.
A casa demasiadamente grande se tornou,
Cobriu-a com a mortalha do silêncio.
E o velho piano que nunca mais ecoou
Apenas chora silencioso acorde funeral.

Leek Steffens

OS SAPOS NÃO FORAM FEITOS PARA ENGOLIR

Quando te falo assim, com essas palavras tortas, não só falo.
 É qualquer coisa assim, confusa, que preenche esses silêncios,
qualquer voz que tome o seu mundo, que reverbere nos teus ouvidos.
Qualquer coisa que mova o que está imóvel.
Coisa qualquer, que crie eixos para  TE tirar dos eixos.

Quando te olho assim, não só olho, eu sinto.
 Eu sinto mais, eu sinto além, eu sinto tudo. Eu sinto muito.


E AGORA SEI QUE SAPOS Ñ FORAM FEITOS PARA SEREM ENGOLIDOS,
 ELES SIMPLESMENTE Ñ DESCEM,
DEIXEM ELES SOLTOS NO LAMAÇAL...LÁ ESTARÃO MAIS FELIZES, COM CERTEZA MAIS DO QUE NO MEU ESTÔMAGO ,QUE AGORA JA ESTA EM REVERTÉRIOS, E VC JA Ñ ME ENTENDE MAIS.

Leek

sábado, 17 de abril de 2010

Desafio

O DESAFIO
Sou eu, o meu pintor,
Colorindo meu penhor,
Um arco-íris desafiador,
Mandou-me sete cores para decompor.

Sou guerreira, da alma aguçada,
Vermelho, é o cabo da minha espada.
Sou mulher, guiada pela sensualidade,
Corpo em chamas... Fascinada.

Sou fêmea serena, filha sol,
O dourado encarnado.
Meu brio é desafiar, na arte dar asas e voar.
No laranja e amarelo camuflado, ouro sonhar.


A mãe natureza fez-se verde triunfar
Nas dificuldades, Sob a luz do sol,
A esperança foi encontrar,
No inverno rigoroso me pôs hibernar.

E do firmamento voltar, cinzas para o ar.
No azul do céu, fixar meu olhar,
Meu desafio alvo,
Conquistar aqui o meu lugar.

Sou como o entardecer,
Transmuto na dualidade,
Misturo como as cores,
Na noite violeta busco me abrigar.

Ao amanhecer, no orvalho me banhar,
Na pureza do branco,
Feminilidade aflorar,
Sob a luz do sol, claridade absorver.

Assim, na inocência me colorir,
Aos tons rosa, alegria expandir,
Na transmutação, meu arco-íris seguir,
No fim do rasto, vaidosa, minhas riquezas difundir...
Leek Steffens

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Você...

Você.
És meu verso avesso,
trajado de poesia, 
o enfeite oculto,
 mascarada fantasia.

Leek Steffens

ClicKut.com.br

quinta-feira, 15 de abril de 2010

E agora

E agora
Sobram devaneios,
sutís lembranças,
tenras ao toque do vento,
Dois corações desertos,
Almas vagando solitárias,
transparentes,
corpos ao vento,
são abraços inconscientes,
perdidos no tempo...

Leek steffens

ClicKut.com.br

ClicKut - Scraps, Recados Animados e Gifs com Glitter para Orkut!

sábado, 10 de abril de 2010

Quando se deve voltar???

As vezes ausento-me ...
Decreto uma fuga de mim mesma.
Vou em busca do equilibrio,
 este,  tão forasteiro, que de mim ele se perde!
Mas trago comigo sonhos seresteiros,
sonhos que me elevam, levam até as estrelas,
fazem vagar  e sempre voltar.

Como ja dizia dizia William Shakespeare em,

Poema a vida
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. E você aprende que realmente pode suportar...
Que realmente é forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.
E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida.
OU... ELE DIRIA:
O maior erro que você pode cometer
É o de ficar o tempo todo com medo de cometer algum.
by***leek Steffens
ClicKut.com.br

ClicKut - Scraps, Recados Animados e Gifs com Glitter para Orkut!